Escritório Damalion Argentina

Fazendo negócios na Argentina

A condição económicada Argentinaestá a prosperar. Em 2020, registou um PIB de 382,2 mil milhões de dólares, tornando-a a terceira maior economia da América Latina e a 31ª a nível mundial. Por outro lado, o PIB por capital é de USD 8,433 por cidadão. A Argentina tem um grande potencial nas indústrias, incluindo o agro-negócio e os serviços tecnológicos com uma elevada penetração nos principais mercados internacionais. Além disso, o país tem Vaca Muerta, a segunda maior reserva de gás de xisto do mundo e a quarta maior reserva de petróleo de xisto.

Sistema legal na Argentina

  • O sistema jurídico argentino baseia-se principalmente no direito civil e no estatuto.
  • A jurisprudência é também um elemento crítico para a interpretação jurídica, mas os juízes só são obrigados a seguir uma decisão anterior na maioria dos casos.

Banca

O Banco Central Argentino (BCRA) é exclusivo e independente do Poder Executivo. O seu papel inclui o incentivo à estabilidade financeira e monetária, bem como o crescimento económico e do emprego, tendo a equidade social como um dos seus principais princípios.

Para impulsionar a actividade económica e estabelecer a estabilidade nominal na Argentina, as políticas monetárias são consideradas objectivos a médio prazo para criar um equilíbrio sustentável entre inflação, fixação das taxas de juro e agregados monetários.

O câmbio de divisas argentino é considerado flexível com controlos de capital. Em termos de política fiscal, a Argentina tem um acordo Stand By com o Fundo Monetário Internacional, delineando objectivos de contas públicas para os próximos anos. O Governo Nacional está em negociações para criar uma relação renovada com o Fundo Monetário Internacional e outras organizações multilaterais internacionais.

Investimentos estrangeiros na Argentina

Em geral, os não-residentes têm os mesmos direitos e estatuto que os investidores locais. Existem, no entanto, várias restrições, incluindo

  • Os investidores estrangeiros estão restringidos a deter a maioria das acções da indústria aeronáutica.
  • Aos investidores estrangeiros só é permitida uma participação de 30% nas empresas de radiodifusão argentinas.
  • É necessária a aprovação do governo antes dos investidores estrangeiros poderem adquirir terras em zonas fronteiriças e outras áreas de segurança.
  • Os não residentes só podem possuir até 15% do total de terras rurais em cada província ou município argentino. Os investidores estrangeiros não devem ser proprietários de terrenos que compreendem ou estão localizados ao lado de massas de água permanentes ou significativas.
  • Um proprietário estrangeiro não deve ter mais do que um número especificado de hectares, o que varia com base na localização.

É necessária a aprovação prévia das agências reguladoras para a aquisição nas seguintes indústrias:

  • Banca
  • Comunicação
  • Seguros
  • Comunicações

Empresa Veículos Comerciais na Argentina

As entidades comerciais normalmente utilizadas por investidores estrangeiros para operações na Argentina são as seguintes:

  • Sociedade anónima (SA), cujo capital é dividido em acções. As acções podem ser oferecidas publicamente e cotadas na bolsa de valores.
  • Sociedade de responsabilidade limitada (SRL) em que o capital é dividido em quotas.

Principais Qualidades de uma Sociedade de Responsabilidade Limitada (SRL) na Argentina

Accionistas/Parceiros

  • Deve ter pelo menos dois parceiros e um máximo de 50 parceiros.

Capital social

  • Não há capital mínimo requerido para este veículo comercial. No entanto, o capital social deve ser adequado ao tipo de actividade a ser desenvolvida pela empresa e representada por quotas.

Responsabilidade Civil e Capital Social

  • A responsabilidade dos sócios é limitada ao montante total do seu capital social.
  • As quotas de capital têm direito de voto.
  • Não há diferentes classes ou tipos de quotas de capital.
  • O valor de cada quota é ARS 10 cada em múltiplos de dez.

Transferência de Acções ou Quotas

  • A transferência de quotas é livre embora possa ser limitada devido a razões específicas estabelecidas pelos estatutos da empresa.
  • Embora a transferência possa ser limitada, não pode ser banida por completo.
  • São necessárias alterações aos estatutos da empresa e o subsequente registo no Registo Público.

Administração e Gestão

  • A administração de uma Sociedade de Responsabilidade Limitada é da gerência, que é composta por duas ou mais pessoas, que podem ou não ser sócios.
  • A maioria da direcção deveria ser residente na Argentina.

Supervisão

  • A nomeação de um comité de auditoria, revisor oficial de contas ou comité de supervisão é opcional e deve ser regida pelas disposições dos seus estatutos.
  • Se o capital social exceder ARS 50.000.000, tal nomeação é um requisito.
  • As disposições que regem as sociedades anónimas só se aplicam complementarmente a uma Sociedade de Responsabilidade Limitada quando o conselho fiscal é opcional e quando se trata de um requisito.
  • Os atributos e deveres destes organismos têm de ser os mesmos estabelecidos para as sociedades anónimas quando uma nomeação é obrigatória.

Capital Variável

  • A variável não é permitida numa Sociedade de Responsabilidade Limitada.

Finalidade

  • Em algumas jurisdições, este tipo de empresa é considerado transparente, como uma parceria, podendo assim permitir a selecção de uma modalidade de caixa de verificação para efeitos fiscais.

Principais Qualidades de uma Sociedade Anónima (SA) na Argentina

Accionistas/Parceiros

  • Deve ter pelo menos dois accionistas e um número ilimitado de accionistas.

Capital social

  • O capital social mínimo exigido é de ARS 100.000 e é representado unicamente por acções.

Responsabilidade Civil e Capital Social

  • A responsabilidade dos sócios é limitada ao montante total da sua contribuição de capital realizado.
  • As quotas de capital têm direito de voto.

Transferência de Acções ou Quotas

  • A transferência de acções é permitida e gratuita, mas pode ser limitada por razões específicas, tal como estabelecido no estatuto social da empresa.
  • O aviso de transferência deve ser comunicado à empresa.

Administração e Gestão

  • A administração de uma Sociedade Anónima depende do Conselho de Administração, que é composto por duas ou mais pessoas, que podem ou não ser accionistas.
  • A maioria dos membros do Conselho de Administração deve residir na Argentina.

Supervisão

  • A nomeação de um comité de auditoria, revisor oficial de contas ou comité de supervisão é um requisito, e pode incluir, entre outros, os seguintes casos:

(I)- Onde o capital social é superior a ARS 50.000.000.

(II)- Onde a sociedade anónima está cotada na bolsa de valores.

  • No caso de uma empresa não preencher as condições que exigem uma nomeação ou se decidir não criar um conselho de fiscalização, a empresa deve, em vez disso, delegar membros suplentes no conselho de administração.

Capital Variável

  • A variável não é permitida numa Sociedade Anónima.

Finalidade

  • A Stock Corporation é o veículo mais utilizado por investidores privados e entidades jurídicas para fazer negócios na Argentina.

Formalidades de registo de empresas na Argentina

  • De acordo com o artigo 123 da lei das sociedades, as entidades estrangeiras que pretendam possuir acções ou participar na constituição de uma sociedade argentina devem registar-se na Inspecção de Empresas da província onde a sociedade estrangeira terá a sua sede.
  • A data de apresentação e a data de registo podem durar entre 15 e 40 dias.

Cada Inspecção de Empresa tem as suas próprias exigências quanto à documentação necessária para o registo. Os requisitos incluem o seguinte:

  • Estatutos e estatutos de sociedades estrangeiras.
  • Cópia da acta da reunião do conselho onde os detalhes relevantes são discutidos em pormenor.

Uma sociedade anónima é constituída por escritura pública ou privada com registo notarial de todos os signatários e arquivada perante a Inspecção de Sociedade Anónima de uma empresa.

Uma empresa deve registar-se perante a administração fiscal onde a empresa obtém o seu número fiscal. São obrigatórios requisitos de registo adicionais para certas indústrias, tais como o registo do Banco Central para instituições financeiras. Os requisitos adicionais para a incorporação incluem:

  • Original e dois exemplares de escritura pública de incorporação ou instrumento privado.
  • Pagamento das taxas de inspecção necessárias para a Corporação.
  • Uma cópia do Boletim Oficial em que foi anunciada a constituição da empresa e que dados relevantes sobre a nova empresa e os seus accionistas e directores são fornecidos.
  • Comprovação de que pelo menos 25% do capital foi realizado.
  • Relatório de pré-qualificação emitido pelo notário ou por um advogado no qual certificam os documentos arquivados aderentes à legislação corporativa aplicável.
  • Documentação onde é indicado que uma empresa faz parte de uma entidade estrangeira, a existência da empresa estrangeira deve ser provada, e deve ser fornecida documentação que ateste o consentimento associado à empresa estrangeira.

Capital Social da Empresa

  • O capital deve ser razoável para as actividades que planeia empreender.
  • O capital mínimo é de ARS 12, 000 ou USD 1.
  • Certos sectores devem ter um capital mínimo mais elevado, como no caso de instituições financeiras e companhias de seguros.
  • Sem requisitos máximos de capital.
  • As acções podem ser emitidas por contrapartida não monetária, tais como bens e activos intangíveis.
  • As considerações não monetárias devem ser valorizadas por terceiros.
  • O trabalho não constitui uma contribuição não monetária.

Atribuição de direitos às acções

Os estatutos podem incluir limitações aos direitos inerentes às acções e tendem a regular a forma como uma empresa será gerida, incluindo:

  • Estabelecimento de procedimentos de votação para o conselho de administração e accionistas.
  • Estabelecimento de um procedimento especial de transferência de acções para terceiros.
  • Mecanismos de resolução de disputas.

Direitos Automáticos de Acoplamento a Acções

Os accionistas têm o direito de o fazer:

  • Ser ouvido na assembleia de accionistas.
  • Votação na assembleia de accionistas.
  • Participar nos lucros da empresa.
  • Participar no património da empresa em caso de liquidação.
  • Retirada da empresa em alguns casos.
  • Recusar-se a ter direito em caso de nova subscrição de acções.
  • Retirar-se da empresa em determinadas circunstâncias.

Gestão de empresas para não-residentes na Argentina

  • Existe uma gestão unitária ou uma estrutura de direcção.
  • Não existe uma estrutura a dois níveis.
  • Os gerentes de uma sociedade anónima são referidos como conselho de administração enquanto os gerentes de uma sociedade de responsabilidade limitada são referidos como conselho de administração.
  • De acordo com os estatutos da empresa, a administração pode formar uma comissão executiva para gerir os negócios quotidianos da sua empresa, formando assim uma estrutura de administração a dois níveis.
  • De acordo com os estatutos, pode ser criado um organismo de supervisão. Isto é obrigatório em certas estruturas empresariais, tais como no caso de empresas públicas e empresas com um capital mínimo de 10 milhões de ARS e empresas que prestam serviços públicos.
  • Pode também ser criado um conselho de vigilância. Assumem poderes de supervisão sobre o conselho e podem nomear administradores.
  • O Conselho de Administração pode nomear um director geral ou um director especial a quem pode delegar funções administrativas.
  • No caso de uma Sociedade de Responsabilidade Limitada, os poderes de gestão podem ser atribuídos entre membros individuais do conselho de administração.

Restrições de gestão

Não há requisitos de nacionalidade aplicáveis aos directores, embora a maioria dos directores deva residir na Argentina.

Responsabilidade dos Directores e Oficiais

  • Os directores devem agir honestamente e de boa fé, tendo em mente os melhores interesses da empresa.
  • Os directores podem ser considerados pessoal e criminalmente responsáveis perante a empresa, accionistas e terceiros se não cumprirem os deveres legais gerais ou específicos.

Responsabilidade da Empresa-mãe

  • Uma empresa-mãe tem uma responsabilidade limitada à sua contribuição para o capital da empresa.
  • Uma empresa-mãe pode ser considerada responsável em certas condições. Por exemplo, se a sociedade-mãe votar que uma empresa empreende uma determinada acção em seu próprio benefício, será solidariamente responsável por quaisquer danos causados à empresa.

Requisitos de informação da empresa

As empresas registadas e constituídas na Argentina devem registar o seguinte:

  • Qualquer alteração dos estatutos.
  • Nomeação, cessação, e demissão de directores.
  • Variações de capital, quaisquer aumentos ou reduções.
  • Demonstrações financeiras anuais. As sociedades de responsabilidade limitada não têm de apresentar as suas demonstrações financeiras, a menos que o seu capital seja igual ou superior a ARS 10 milhões.
  • Taxa corporativa anual para sociedades anónimas.
  • As empresas estrangeiras devem apresentar anualmente uma prova ou uma declaração sob juramento de que cumprem um regime de informação que procura provar que a actividade principal da empresa estrangeira se realizou no estrangeiro.

Trabalho e Emprego

As principais leis que regem as relações laborais na Argentina são as seguintes:

  • Acordo de negociação colectiva de empresa, fábrica ou estabelecimento.
  • Contratos de trabalho individuais.
  • Tratados internacionais (incluindo as convenções de Organização Internacional do Trabalho ratificadas pela Argentina).
  • Lei 20,744 do Contrato de Trabalho (LCL) (não se aplica aos funcionários públicos e aos empregados agrícolas).
  • Lei do Emprego 24,013.
  • Acordos de negociação colectiva da actividade empresarial nacional.
  • Regras do direito colectivo do trabalho tais como 14.250, 23.551 e 23.546.
  • A Constituição argentina e as leis nacionais.

A legislação laboral argentina é aplicável desde que o trabalho seja realizado na Argentina e independentemente das nacionalidades tanto dos empregados como dos empregadores.

  • Quando o trabalho é implementado em várias jurisdições, ambas as partes podem seleccionar a lei a ser aplicada num contrato.
  • Os trabalhadores que são despachados noutro local sob o mesmo empregador serão regidos pelas leis argentinas.
  • Se o contrato for implementado noutra jurisdição numa base permanente ou a longo prazo, a lei estrangeira é considerada aplicável.
  • Se um não argentino for mandatado para cumprir as suas obrigações de trabalho na Argentina, é elaborado um contrato escrito como requisito para obter com sucesso as autorizações de trabalho necessárias.

Empregados não argentinos que trabalham na Argentina

Se um não-cidadão for designado para trabalhar na Argentina, deve haver um contrato escrito para obter as autorizações de trabalho necessárias. Para obter uma autorização de trabalho, um empregado estrangeiro deve apresentar os seguintes documentos:

  • Cópia do passaporte original com selo de entrada legal.
  • Cópia original do certificado de nascimento.
  • Certificado de registo criminal do país de origem.
  • Certificado de registo criminal obtido na Argentina.
  • Pré-contrato de trabalho.
  • Inscrição no serviço de impostos (Administración Federal de Ingresos Publicos).

Toda a documentação deve ter a aprovação ou apostila do Consulado argentino de onde o funcionário estrangeiro é originário.

Toda a papelada em língua estrangeira deve ser profissionalmente traduzida para espanhol por um tradutor público certificado.

Todas as empresas argentinas que contratem empregados estrangeiros devem estar devidamente registadas como empregador certificado junto do Gabinete Nacional de Imigração. Este gabinete emitirá a aprovação de residência laboral com base no contrato de trabalho existente, o qual inclui a identidade verificada de um empregado.

A residência na Argentina é aprovada se a autorização de residência tiver sido arquivada juntamente com outros documentos pertinentes. Uma autorização de residência permite a um empregado estrangeiro obter residência na Argentina durante dois a três meses. As licenças são estabelecidas para serem renovadas anualmente.

Regime fiscal

  • Os veículos comerciais são residentes fiscais se forem incorporados na Argentina.
  • A Lei do Imposto de Renda determina que os lucros obtidos por uma empresa estrangeira na Argentina serão tributados na Argentina.

Imposto de Renda

  • As empresas residentes são tributadas em 35% do imposto sobre o rendimento a nível mundial, pago em adiantamentos mensais, com base nas suas obrigações fiscais do ano anterior.

Imposto sobre o Rendimento Mínimo Presumido

  • Refere-se ao imposto directo federal aplicável às empresas residentes e não residentes que mantêm estabelecimento permanente na Argentina.
  • Disparado sobre a detenção de activos geradores de rendimentos pela empresa e avaliado sobre o valor total dos activos geradores de rendimentos do contribuinte.
  • A taxa aplicável é de 1% sobre o valor total dos bens, acima de um montante agregado de ARS 200.000.
  • Caso o total dos activos não exceda este valor ou o imposto sobre o rendimento pago seja superior a 1% do valor total dos activos, não é devido qualquer imposto sobre o rendimento mínimo presumido.
  • O montante total pago para o imposto sobre o rendimento mínimo presumido pode ser utilizado como um crédito fiscal contra o imposto sobre o rendimento futuro durante um período até dez anos.

Imposto sobre os bens pessoais

  • Imposto aplicável quando o valor dos bens pertencentes ao contribuinte, no final do ano civil, exceder 305.000 ARS.
  • A taxa varia entre 0,5% e 1,25%
  • O imposto aplicável às acções e outras participações em empresas argentinas é de 0,5% sobre o valor do património líquido da empresa e é pago pela empresa argentina.

Imposto sobre o rendimento bruto

  • Refere-se ao imposto provincial calculado sobre o rendimento bruto de uma empresa para uma empresa com actividade comercial periódica dentro da sua jurisdição.
  • As taxas são fixadas por cada província e variam entre 1% e 6%, dependendo da actividade.

Imposto sobre o Valor Acrescentado

  • 21% taxa normal
  • 10% para a venda de gado, mercearias e prestação de certos tipos de serviços
  • 27% sobre serviços de comunicação e sobre a venda de electricidade, gás e água regulada por contador.

Imposto sobre consumos específicos

  • Avaliado sobre a transferência de bens e a prestação de certos tipos de serviços
  • As taxas aplicáveis variam com base nos bens ou serviços específicos prestados.
  • 60% sobre o preço de venda a retalho dos cigarros
  • 20% sobre bebidas alcoólicas, ou mais de 10% da graduação alcoólica
  • 10% no automóvel quando o seu valor excede ARS 170.000
  • 20% sobre artigos de luxo

Imposto de Selo

  • Refere-se ao imposto local cobrado sobre instrumentos públicos e privados executados na Argentina e no estrangeiro quando os seus efeitos são produzidos em uma ou mais jurisdições relevantes dentro da Argentina.
  • As taxas de imposto são fixadas por cada província, e variam entre 0,5% e 3%, dependendo da natureza e do conteúdo de um contrato.

Dividendos, Juros e Royalties de PI

Dividendos pagos

  • Os dividendos distribuídos pelas empresas argentinas não estão sujeitos ao imposto sobre o rendimento, independentemente do país de residência do accionista.
  • As distribuições de dividendos de empresas que não pagaram imposto sobre o rendimento a nível corporativo são tributadas ao imposto de equalização. Isto é aplicável sempre que os lucros contabilísticos excedam o rendimento tributável a nível da empresa ou a 35% sobre o excesso.

Dividendos Recebidos

  • Os dividendos recebidos de uma empresa estrangeira devem ser adicionados à declaração de imposto de renda de uma empresa, mas a empresa argentina pode deduzir como crédito fiscal sobre qualquer imposto de renda pago no estrangeiro.

Juros Pagos

Os pagamentos de juros das empresas argentinas a entidades estrangeiras estão sujeitos a retenção na fonte às seguintes taxas:

  • 5% quando os mutuários são entidades financeiras nos termos da Lei 21,526 e quando os mutuantes são bancos ou entidades financeiras controladas por bancos centrais e autoridades similares e localizadas em jurisdições que não são consideradas como jurisdições com baixos impostos.
  • Quaisquer taxas aplicáveis de convenções para evitar a dupla tributação.
  • 35% em todos os outros casos.

Direitos de PI (Propriedade Intelectual) pagos

  • IP As royalties podem ser sujeitas a uma taxa reduzida de retenção na fonte de 28% se o acordo for registado junto da autoridade competente.
  • Os pagamentos efectuados em contrapartida de assistência técnica não obtida na Argentina estão sujeitos a 21% de taxa efectiva de retenção na fonte.
  • Em todos os outros casos, é aplicável um imposto efectivo de 31,5%.
  • A taxa de retenção na fonte de 5% é aplicável às licenças de software se o software estiver registado no National Author’s Rights Office.
  • As taxas não são aplicáveis se existir uma taxa de retenção na fonte mais baixa prevista no âmbito de uma convenção para evitar a dupla tributação.

Regras de determinação do preço de transferência

  • Aplicável quando uma empresa argentina realiza uma transacção comercial com uma empresa relacionada no estrangeiro ou uma empresa não relacionada localizada em jurisdições com baixos impostos e os preços de transacção não reflectem os preços de mercado.
  • Para provar que os termos da transacção são equivalentes a uma transacção em condições de plena concorrência, uma empresa argentina deve apresentar um relatório especial às autoridades fiscais contendo informações detalhadas, incluindo dados e documentos comprovativos.

Convenções para evitar a dupla tributação

  • A Argentina celebrou tratados fiscais com muitas nações membros da UE, incluindo o Reino Unido, França, Alemanha, e Espanha, bem como com outros países não pertencentes à UE, incluindo Austrália, Brasil, Bolívia, Canadá, e Chile.
  • Os tratados baseiam-se, para além dos tratados com nações sul-americanas, na Convenção Modelo da OCDE sobre o Imposto sobre o Rendimento e sobre o Capital.
  • Existe um tratado fiscal entre a Argentina e os Estados Unidos.

Quer saber mais sobre como fazer negócios na Argentina com Damalion?

Damalion lhe oferece conselhos personalizados fornecidos por especialistas diretamente operacionais nas áreas que desafiam seu negócio.

Aconselhamos que você dê informações no seu melhor, para que possamos qualificar sua demanda e reverter para você nas próximas 8 horas.